Aprendendo Objective-C – Parte 3

Criando Objetos

Existem duas formas principais de criar um objeto. A primeira você já nos posts anteriores.

NSString* myString = [NSString string];
Esta é a forma mais conveniente de fazer isto. Neste caso, você está criando um objeto autorelease, no qual veremos mais detalhes depois. Em muito casos, ao meu ver, você deve criar um objeto de forma manual.
NSString* myString = [[NSString alloc] init];
Esta é uma chamada aninhada de método. A primeira é o método alloc chamado através de NSString. Esta é uma chamada relativamente de baixo nível na qual reserva um espaço de memória e instancia um objeto.
A segunda é uma chamada ao método init do novo objeto. A implementação de init geralmente realiza um ajuste básico no objeto, como criar as variáveis de instância. Os detalhes disto não precisam ser conhecidos por você como cliente da classe.
Em alguns casos, você pode usar uma versão diferente de init, no qual toma um valor de entrada:
NSNumber* value = [[NSNumber alloc] initWithFloat:1.0];

Aprendendo Objective-C – Parte 2

Modificadores de Acesso

Todas as variáveis de instância são privadas em Objective-C por padrão, portanto, você deve utilizar os modificadores de acesso para acessar (get) e definir (set) os valores das variáveis na maioria das vezes. Existem duas sintaxes. Esta é a sintaxe tradicional utilizada na versão 1.x:

[photo setCaption:@"Day at the Beach"]; 
output = [photo caption];

O código na segunda linha não está lendo a variável de instância diretamente. Ele está chamando um método nomeado caption. Na maioria das vezes, você não adiciona o prefixo “get” na assinatura dos métodos em Objective-C.

Sempre que existir um código dentro de colchetes, ele estará enviando uma mensagem para um objeto ou uma classe.

O Uso do Ponto

O uso do ponto para os “getters” e “setters” é novo no Objective-C 2.0, que é parte integrante do Mac OS X 10.5:

photo.caption = @"Day at the Beach";
output = photo.caption;

Você pode usar um estilo ou outro, mas escolha apenas um por projeto. O uso do ponto só deve ser utilizado por métodos “getters” e “setters”, ele não deve ser utilizado por métodos com outros propósitos.

 

Animação em HTML5 + Javascript

Neste post vou mostrar como fazer de forma fácil uma simples animação direto no browser, sem flash. Para isto basta adicionar o código abaixo no código html.

<canvas id="xumbi_canvas" width="496" height="568">your browser 
don't support canvas.</canvas>

Depois, basta adicionar o código javascript abaixo:

<script lang="javascript">
<!--
var canvas;
var ctx;
var sprites=new Array();
sprites[0]="https://sergiosvieira.files.wordpress.com/2011/10/01.png";
sprites[1]="https://sergiosvieira.files.wordpress.com/2011/10/02.png";
sprites[2]="https://sergiosvieira.files.wordpress.com/2011/10/03.png" 
var index = 0;

function init() {
    canvas = document.getElementById("xumbi_canvas");
    ctx = canvas.getContext("2d");
 
    xumbi = new Image();
    xumbi.src = sprites[index];

    return setInterval(main_loop, 100);
}
 
function update(){
    if (index < 3) {
        index = index + 1;
    } else {
        index = 0;
    }
    xumbi.src = sprites[index];
}
 
function draw() {
    ctx.drawImage(xumbi,0,0);
}
 
function main_loop() {
    draw();
    update();
}
 
init();
-->
</script>

Você pode ver um exemplo de animação clicando Aqui